Dicas para melhor poupar dinheiro a viajar

20 Dicas para Poupar Dinheiro a Viajar

Vê o mundo e mantém a tua conta bancária sob controlo com estas excelentes dicas para poupar dinheiro.

Talvez sejas um ou uma viajante com experiência para dar e vender, que coleciona pulseiras de todos os países que já visitou. Ou quiçá gostavas de viajar mais, mas tens dificuldades em encontrar tempo. Por norma, não consideramos viajar como algo barato, em particular tendo em conta os custos acrescidos da inflação e dos voos internacionais.

Como podemos então explorar os nossos destinos favoritos sem a necessidade constante de verificar o extrato bancário? Dividimos este nosso guia em duas partes essenciais, os passos a seguir antes de viajar, bem como dicas a não esquecer uma vez que te encontres no país de destino.

Seja qual for a secção mais relevante para ti, está à vontade para ‘saltar’ para lá recorrendo ao índice deste artigo. Tudo para uma viagem inesquecível!

Índice

Antes de viajares: 3 dicas de viagem essenciais

Poupar dinheiro começa mesmo antes de saíres de casa. Uma boa preparação pode ajudar-te a familiarizares-te com os custos expectáveis, bem como ajudar a poupar dinheiro em despesas de viagem iniciais.

Moedas, dinheiro, investimentos

1) Pesquisa quando é a melhor altura para a viagem

Começamos com um segredo de indústria mal escondido, mas que ainda assim é muitas vezes esquecido, para desgraça de quem planeia viagens – decidir quando ir de férias. Há alguns fatores a considerar, por isso coloca as seguintes questões:

  • Com quem vais de viagem? (família, crianças, apenas adultos);
  • Qual é o teu destino? (por exemplo, países mais quentes frequentemente recebem muitos turistas durante o inverno europeu);
  • Em que altura do ano te encontras? (recorda-te de quando são as férias escolares e evita-as se possível).

 

O período das férias escolares pode apanhar muita gente desprevenida, especialmente viajantes à procura de um retiro calmo. Recomendamos que te familiarizes com estas datas e, sempre que possível, marques as tuas viagens para outra altura.

Como mencionámos previamente, países mais quentes, como, por exemplo ,Cabo Verde, tornam-se bastante populares durante o inverno na Europa, à medida que os e as turistas procuram destinos que lhes permitam escapar ao frio. Como consequência, repararás que o preço da acomodação aumenta durante a ‘estação alta’ (ou durante as alturas mais concorridas do ano), por isso irás poupar dinheiro se marcares a tua visita para a ‘estação baixa’.

2) Encontra um cartão de crédito/ débito adequado para viagens

Poderes ou não utilizar o habitual cartão associado à tua conta-corrente irá depender, evidentemente, da infraestrutura disponível no teu país de destino. Todavia, muitos países desenvolvidos optam agora por um sistema ‘contactless’, tanto para cartões de crédito como de débito.

Nestes casos, será muito fácil sacar do cartão que usas em casa e começar a fazer transações, sem sequer reparares que te estão a cobrar taxas de conversão e outras taxas de pagamento internacionais.

Um cartão especialmente dedicado para viagens terá muito provavelmente 0% de taxas de transação associadas e comportará outros benefícios de associação, como, por exemplo, voos mais baratos ou seguro de viagem gratuito. Caso sejas um ou uma viajante frequente, ou pretendas ficar noutro país durante um longo período, então um cartão dedicado a viagens poderá ser a opção correta.

Para aprender mais truques, recomendamos a leitura de uma publicação dedicada a cartões para viajar criada pela MoneySavingExpert.

3) Reserva os voos com cabeça

Quer adores ou detestes reservá-los, os voos são por norma uma das maiores despesas quando planeamos uma viagem. Por isso, compensa fazer bastante pesquisa quando te encontras a marcá-los. Para viagens de longo prazo, voos com preços caros poderão ser mais justificáveis.

Encontrar as melhores ofertas entre as várias companhias aéreas pode facilmente tornar-se muito aborrecido, mas certas aplicações de comparação de preços, como, por exemplo, o Skycanner, permitem-te antecipar gastos e verificar o custo dos voos ao longo de um mês, de forma a planeares a tua visita sem desperdiçares dinheiro.

Não obstante, vale a pena visitar de mais do que um website, incluindo as páginas das próprias companhias aéreas, uma vez que estas poderão oferecer promoções sazonais ou até bilhetes a metade do preço.

Além disso, alguns destinos são servidos por poucas companhias aéreas, o que faz com que o preço aumente. A vantagem é que estas áreas recebem, por norma, menos turistas, o que significa que estarão menos repletas de pessoas. E embora os voos pareçam caros, um custo de vida em conta poderá equilibrar os gastos.

#Dicas de pro: Se não estiveres com pressa, é também uma boa ideia criar alertas de preços para voos no teu telemóvel, uma vez que os custos tendem dos transportes tendem a flutuar.

Antes da viajares: 7 dicas adicionais para poupar dinheiro.

Percorremos agora mais algumas dicas sobre como poupar dinheiro antes de colocares o pé no avião. Esperamos que tenhas papel e caneta à mão!

A poupar dinheiro para uma viagem? Tudo começa uma moeda de cada vez.

4) A pesquisa é essencial, e divertida!

Viajar é incrivelmente empolgante – desde férias relaxantes na praia a excursões às montanhas, aterras num ambiente diferente e estás sujeito/a a uma nova cultura. Caso te encontres a visitar um país pela primeira vez, então recomendamos que faças alguma pesquisa acerca de leis locais, atividades a descobrir e tudo sobre como manteres a tua segurança.

Fazer muita pesquisa poderá ajudar-te a evitar multas e taxas que desconheças. E, numa nota mais animada, irá também permitir-te um primeiro contacto com a nova cultura que vais conhecer, bem como saber o que há para ver e fazer neste local.

5) Planeia… pelo menos um pouco

Quer sejas o tipo de pessoa que adora planear cada detalhe de uma viagem a um novo destino, ou gostes de descobrir onde o dia te leva, os dados oficiais indicam que planear geralmente ajuda os e as viajantes a poupar dinheiro.

Não estamos a dizer que seja necessário um itinerário minuto-a-minuto, mas é uma excelente ideia planear algumas ou a maioria das atividades, para evitar perder muito tempo.

Contudo, se a tua essência for zero planos – máximo de diversão, então que assim seja! Mesmo que não planeis nada concreto, recomendamos que te familiarizes com o que está disponível no destino de forma a formular algumas ideias.

Porque não começar um diário de viagem, incluindo os teus planos de viagem?

6) Aluga a tua própria casa/ toma conta de uma casa

Caso estejas a planear ficar num lugar durante mais tempo, então vale a pena considerares alugar a tua própria casa (websites como o Airbnb ou o Home Exchange são excelentes para este fim). Em alternativa, poderás inscrever-te num programa de troca de casa. Dependendo do local onde vives, e quão caras são as tuas despesas, poderás acabar a fazer mais dinheiro do que aquele que gastas.

House sitting poderá ser também uma forma excelente de passar algum tempo a tomar conta do lar de outras pessoas (muitas vezes com alojamento a custo zero). Quer a tua tarefa seja tomar conta de um animal de estimação ou simplesmente manter a casa limpa, house sitting tem uma ótima relação custo-benefício e permite-te explorar novos destinos, mesmo sem precisares de viajar para longe.

7) Marca com antecedência (ou muito tarde)

Todas as pessoas sabem que marcar viagens com antecedência ajuda a poupar dinheiro. Contudo, poderás não ter consciência de quanto poderás poupar numa viagem. Dados da AsiaOne revelam que marcar voos em cima da hora poderá custar 2.5 vezes mais do que marcar com seis meses de antecedência. No que diz respeito a voos e alojamento, compensa mesmo planear antecipadamente.

Todavia, caso sejas uma pessoa que trata de tudo à última hora, ainda há esperança. Os hotéis são conhecidos por baixarem os seus preços e oferecerem promoções de última hora para garantirem marcações para os seus quartos. Tal significa que conseguirás encontrar um quarto em conta, desde que não te deixes dominar pelo stress! Websites como o LastMinute ou Travelsupermarket podem ajudar-te a encontrar os melhores preços.

8) Garante o seguro de viagem cedo

O seguro de viagem é o tipo de coisa de que facilmente nos podemos esquecer, em particular quando falamos de viagens mais curtas. A tua mente poderá estar ocupada com pensamentos acerca de relaxar na praia, mas a verdade é que não é possível prever o que vai acontecer durante a viagem – de bagagem que desaparece até potenciais assaltos.

Ao garantires seguro de viagem cedo, terás uma preocupação a menos e estarás prevenido/a no caso de alguma emergência.

Protege os teus bens mais valiosos com um seguro de viagem - irás agradecer a ti mesmo/a mais tarde!

9) Considera o teu meio de transporte

Embora possas, por reflexo, investigar o preço de voos quando te encontras a marcar a tua viagem, a verdade é que vale a pena considerar outras formas de transporte que possam ser mais em conta. Por exemplo, o comboio ou o autocarro são ótimas formas de transportes públicos locais alternativos, especialmente se estiveres a visitar uma cidade que fique relativamente perto.

Poderás até considerar usar transportes públicos como o comboio e autocarro entre localizações – o que pode ser uma ótima forma de poupar dinheiro a viajar e ver mais do país que queres visitar.

Contudo, se escolheres voar, certifica-te de que…

10) Pesa a tua bagagem!

Quantas vezes não vimos já, à nossa frente, no balcão de check-in do aeroporto, pessoas a retirarem items de roupa da mala numa tentativa de manter a sua bagagem abaixo do limite de peso?

Pesar a tua bagagem não te trará apenas paz de espírito, mas saberás também que não terás de passar por uma humilhação. Além disso, evitarás taxas pesadas associadas ao limite de peso.

Aeroporto, avião, mala de viagem, destinos internacionais, viajantes

Enquanto viajas: Top 3 dicas para manter o orçamento controlado

Aeroporto, voo, cidade, mundo

11) Garante que os teus dados móveis se encontram desativados

Outra coisa fácil de esquecer é desligar o roaming internacional antes de voares, de forma a garantires que não começas a gastar dados móveis a torto e a direito mal aterres.

Aliás, recomendamos que evites usar o teu SIM habitual em viagens internacionais, em particular transcontinentais, optando antes por cartões SIM locais. Estes cartões oferecem um melhor rácio custo-benefício, sendo por norma pouco caros e permitindo-te gastar dados sem prejudicar seriamente a tua carteira.

12) Em Roma, sê romano

Os velhos clichés soam a verdade aqui, uma vez que viver e comer como as pessoas locais é uma excelente ideia – uma que te fará poupar dinheiro a viajar e ainda mergulhar verdadeiramente na cultura e vida local.

De sentares-te numa praça de restauração local a saborear a comida de rua, passando por optar por formas de transporte público (como o autocarro ou táxis partilhados), aprender a viver como os/as locais poderá permitir com que saias da ‘bolha’ de férias com tudo incluído e atinjas um entendimento mais profundo da cultura. Pode também ajudar-te a evitar gastos monetários desnecessários.

A torre de Pisa, passeios na Europa, experiência de viajar

13) Dá uma chance às viagens lentas

Viajar mais devagar (passando mais tempo em cada local) tem muitos benefícios associados, demasiados para listar! Felizmente para ti, criámos um post dedicado precisamente a este tópico, o qual revela truques para salvar dinheiro e criar memórias inesquecíveis.

Resumindo, a viagem lenta (ou o nomadismo digital lento, para os nossos amigos e amigas que se dedicam ao trabalho remoto) evita viagens curtas e a múltiplos destinos, as quais acabam por criar custos avolumados com transportes.

A vantagem é também que, ficando mais tempo, poderás atingir um entendimento mais profundo do teu destino de eleição. Além disso, é também melhor para o ambiente e reduz a tua pegada ecológica!

Enquanto viajas: 7 dicas adicionais para esticar o orçamento

Ainda à procura de mais? Não te culpamos e, por isso, aqui ficam sete dicas adicionais para gastares o teu dinheiro de forma mais sensata, seja qual for o destino da viagem.

Finanças, orçamento, conta poupança

14) Compra os teus artigos de casa de banho durante a viagem

Comprar champô, condicionador e outros produtos de casa de banho no decurso da tua viagem poderá ajudar-te a reduzir no peso da bagagem (ver alinha 10!) e poupar dinheiro. Em função dos teus destinos, poderás encontrar marcas locais e promoções nos supermercados e assim comprar os artigos de que precisas sem exceder o orçamento.

15) Tenta cozinhar em casa

Uma das coisas mais tentadoras, quando te encontras a explorar o mundo e o determinado destino, é ir ao máximo de restaurantes possíveis e experimentar a cozinha local. Caso te encontres numa área turística, estes passeios podem tornar-se particularmente caros. Recordamos, aliás, que o custo das refeições e alimentação é uma das principais despesas de quem vai de férias.

Comprar mercearias num mercado local ou num supermercado é quase sempre mais barato do que comer em restaurantes e ajudar-te-á a poupar dinheiro em alimentação. Além disso, podes experimentar cozinhar a gastronomia local. Desta forma, controlarás o teu orçamento e não deixarás de explorar a alimentação típica do lugar.

16) Aprende um pouco da língua local

Aprender algumas palavras ou até frases da língua do lugar onde te encontras a viajar é sem dúvida um segredo mal escondido entre a comunidade de viajantes.

Algumas palavras podem chegar para que mantenhas uma conversa com locais e vendedores/as. Poderás inclusive perguntar-lhes onde podes encontrar bons pratos a custos reduzidos – ninguém conhece a área tão bem quanto um/a local!

Falar a língua pode facilitar a tua comunicação nos mercados e abrir um novo mundo.

17) Utiliza aplicações para táxis

Pedir um táxi, especialmente a partir do aeroporto, pode resultar em preços exorbitantes, em particular se não estiveres bem preparada/o ou se desconheceres as taxas de conversão locais.

Uma forma de evitar este erro é pesquisar e fazer download de uma app de táxis locais, como, por exemplo:

  • Uber – Grande cobertura nos Estados Unidos e Europa;
  • GrabTaxi – O principal serviço de booking de táxis no Sudeste Asiático;
  • Bolt – Igualmente popular na maioria dos países do Sudeste Asiático e na Europa.

 

18) Paga na moeda local

Gostaria de pagar com a sua própria moeda ou com a moeda local?”. Esta é uma frase que soará familiar a muita gente depois de umas férias. No que diz respeito a pagar a conta, e caso optes por usar cartão de crédito ou de débito, recomendamos que escolhas pagar com a moeda local. Qual é o objetivo desta dica?

Caso decidas pagar com a tua própria moeda, ficarás à mercê de taxas de câmbio e, por vezes, taxas de conversão muito pouco vantajosas. As tuas hipóteses melhoram muito quando decides pagar com a moeda local, permitindo que o banco faça a conversão por ti.

Muitas moedas, vindas de todo o mundo.

19) Obedece a um orçamento diário

Embora não seja a dica mais glamorosa do mundo, por vezes apertar o cinto é mesmo a melhor forma de poupar dinheiro na próxima viagem. Em vez de chatearmos-te a dizer quanto dinheiro podes poupar ao orçamentar, vamos considerar, de forma prática, onde é que podes reduzir custos:

  • Comida e bebida;
  • Atividades;
  • Transportes (por exemplo, utilizando mais a opção do transporte público);
  • Cartões de internet pré-pagos;
  • Prendas para a família.

 

Estas são apenas algumas das coisas onde podes poupar dinheiro a viajar. Uma boa ideia é atribuir uma certa quantia a cada categoria, o que ajuda a não exceder gastos e obter exatamente aquilo de que precisas.

20) Procura atrações e passeios low cost ou gratuitos

Embora a maioria das pessoas se desloque para lugares muito turísticos mal aterra no seu destino de eleição, esta é a receita perfeita para esperar horas numa fila e pagar uma entrada a preços exorbitantes. Procurar atrações gratuitas ou low cost poderá permitir descobrir verdadeiras preciosidades, por vezes até ignoradas pela maioria dos/das turistas.

Todavia, admitimos que algumas atrações turísticas de topo merecem a visita. Nesse caso, deverás seguir algumas regras fundamentais para chegares ao fim do dia sem um arranhão e com boas fotos no teu telemóvel.

A Torre Eiffel is 100% é um destino a não perder na tua próxima viagem de sonho a Paris, particularmente à noite.

Sumário

Esperamos que estas dicas te tenham transformado no perito ou perita em poupança que nasceste para ser…Se não for esse o caso, o nosso desejo é que incorpores algumas das questões discutidas e poupes um pouco na tua próxima viagem. Ao fim de contas, pequenos valores fazem diferença ao longo do tempo!

FAQs (Perguntas e Respostas)

  • Qual a poupança necessária para viajar?

    Embora adorássemos dar-te um número certo (e quiçá exista um algures), a resposta real depende do teu destino e do teu estilo de vida/viagem. Gostas de luxo e passas a vida a saltitar entre hotéis de 5 estrelas e spas? Ou és antes fã de viagens de mochila às costas pela América Central?

    A melhor maneira de descobrires quanto é que umas férias te poderão custar, incluíndo o preço das lojas locais, é pesquisar online. De publicações redigidas por outros e outras viajantes até guias detalhados criados por grandes marcantes, todos estes elementos te permitirão calcular os custos da tua próxima viagem.

  • Como planear uma viagem económica?

    A maneira mais barata de viajar é apanhar boleias para todo o lado e dormir a céu aberto, mas se quiseres realmente passar um bom bocado (estamos a brincar, atenção!), há algumas regras a não esquecer. Estas incluem: Considera a tua acomodação. Seria possível poupar dinheiro ao trocar de localização ou tipo de quarto?; E em relação aos transportes? Poderia poupar dinheiro ao optares por transportes públicos?; Comida – é por norma uma grande despesa! Evita restaurantes turísticos com preços desmedidos e opta por praças de restauração populares entre os/as locais e street food.

  • O que fazer quando não tens dinheiro para viajar?

    Viajar irá sempre, sem dúvida, envolver alguma forma de despesa, embora possas reduzir grandemente os custos se te envolveres em programas de house sitting ou de voluntariado, os quais permitem experiências únicas a custos reduzidos.

    No que diz respeito ao tópico do voluntariado, gostarias de trabalhar mais de perto com as nossas amigas do oceano, as tartarugas marinhas? Se sim, podes aprender mais acerca das opções de voluntariado em Cabo Verde no nosso blog. 

    Além disso, mantém alertas de voos ativos para que possas encontrar as melhores ofertas do mercado. Se tudo o resto falhar, corta nas tuas despesas e estilo de vida até que tenhas poupado dinheiro suficiente para viajar.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Picture of CaboWork

CaboWork

Quer saber mais sobre as últimas dicas de trabalho à distância? Siga as nossas páginas nas redes sociais:

Inscreva-se

Mantenha-se actualizado com as nossas últimas notícias e blog e não perca nenhuma actualização

Ainda não se fartou?

Aqui encontrará mais informações e dicas úteis!